Germany FIFA World Cup 2006

26 06 2010

 

Em 2006, a Itália ganhou o seu 4º titulo mundial derrotando a França no desempate por grandes penalidades.

Portugal voltou a fazer uma excelente campanha tendo sido considerada a equipa que melhor futebol praticou.

Miroslav Klose foi o melhor marcador do Mundial com 5 golos.

Os estádios mundialistas foram 12 excelente obras de arquitectura e tecnologia. Conheça-os AQUI.

Para a semana conheça o primeiro mundial disputado na Asia: South Korea / Japan FIFA World Cup 2002.

Anúncios




Estádio do Bessa vai ter relvado sintético

23 10 2009

Estádio do BessaCerca de 6 anos depois da inauguração dos estádios do UEFA Euro 2004,  começam as primeiras remodelações. Será isto uma necessidade económica ou tecnológica?

Numa altura em que se começa realmente a ter a noção da capacidade que cada um dos 10 estádios do Euro tem para gerar receitas, que pelo menos possam cubrir os seus custos operacionais, muitas são as ideias que começam a surgir. Entre as mais “originais” a implusão em Aveiro do novo Estádio Municipal. Não sou contra, muito pelo contrário. Apenas não concordo com o “timming”. Bastava terem equacionado esta hipotese aquando do planeamente e desenho do projecto e talvez pudesse ter havido uma solução que permitisse Aveiro ter recebido o Euro 2004 com um estádio de 30000 lugares e hoje ter um estádio moderno com cerca de 10000 lugares. Leiria fez uma opção parcialmente correcta neste aspecto.

Mas a verdade é que Portugal passou 10 anos à frente em termo de desenvolvimento dos seus estádios. Se existiam 3 clubes que necessitavam de estádios grandes e modernos, capazes de receber provas europeias, a verdade é que outros clubes necessitavam apenas de estádios modernos e dimensionados à dimensão das cidades onde estão localizados. A não-existência de projectos desportivos capazes de gerar paixão nos adeptos, aliado à sobredimensionamento dos estádio cria um ciclo vicioso, que em alguns casos pode levar a situações como a do Boavista.

É verdade que não só as dificuldades financeiras provocadas pelos custos do Estádio estiveram na origem da derrocada do Boavista até aos escalões amadores, mas que ajudou muito ajudou.

Mas a verdade é que também começam a ser necessárias soluções tecnológicas que permitam um uso mais exaustivo das instalações. E nisso os últimos 6 anos têm trazido muitas novidades sobretudo em matéria de superficies de jogo.

Até as instituições mais conservadores do futebol, como a FIFA e UEFA, já reconheceram os beneficios dos relvados sintéticos de última geração. Como diz Luís Botas, responsável pela empresa que irá colocar o relvado no Estádio do Bessa, “o custo de manutenção de um relvado natural por um mês dá para manter um relvado sintético por um ano, aproximadamente”.

Agora resta saber se outros clubes e instituições públicas terão coragem de escolher esta via, sobretudo aqueles que mais dificuldades têm tido em manter os estádios abertos com as condições apresentadas durante o Euro 2004. Pois, porque eu não tenho dúvidas que nenhum estádio fechará. O que começará a acontecer é esses estádios começarem a ficar degradados ao ponto de começarem em certos casos impedir o normal funcionamento dos mesmos.

Nos próximos anos vamos perceber se esta parceria entre as empresa Italgreen e Global Stadium e o Boavista FC, durante os próximos 6 anos, permitirá conhecer novas soluções para os estádios do Euro 2004 ou se é necessário ir mais longe.





Estádio da Semana: Coca-Cola Park

21 10 2009

Ellis Park StadiumEllis Park Stadium ou  Coca-Cola Park é um estádio localizado na cidade de Johannesburg, na África do Sul, que será sede do Campeonato do Mundo de 2010, o primeiro a ter lugar no continente africano.

O estádio pertence à equipa de rugby Golden Lions, hospeda também vários jogos da Selecção Sul-Africana de Rugby, e é considerado um dos principais estádios de rugby do país, mas também é usado pela equipa de futebol Orlando Pirates.

Ellis Park Stadium 2Inaugurado em 1928, actualmente pode receber 59611 espectadores para jogos de futebol ou rugby. Era o estádio mais moderno do país até ao inicio da construção dos novos estádios para o Mundial 2010.

Em 11 de Abril de 2001 foi palco de uma das maiores tragédias do desporto: durante um jogo entre Kaiser Chiefs e Orlando Pirates, 43 pessoas morreram tentando entrar no estádio, quando 30000 espectadores tentavam entrar no estádio que já estava lotado.

O Ellis Park foi um dos quatro estádios elegidos para albergar encontros da Taça das Confederações FIFA 2009Ellis Park Stadium 3, que se disputou na África do Sul em Junho de 2009, incluindo o encontro inaugural e a final dessa mesma competição, tendo o Brasil vencido a competição frente à selecção norte-americana.

O estádio era formalmente conhecido por Mr J.D. Ellis. Porém após um milionário negócio de naming right o estádio passou a ser conhecido como Coca-Cola Park. Estima-se que o contrato tenha um valor de cerca de 58 Milhões de dólares.

Durante o Campeonato do Mundo de 2010 este estádio será também o primeiro na história Ellis Park Stadium 4a ter um nome comercial. Até hoje todos os propriétarios dos estádios, com contratos de namming right, tinham sido obrigados a suspender os seus acordos com os patrocinadores temporáriamente durante a competição. Porém, como neste caso o patrocinador do namming do estádio é também o maior patrocinador da FIFA, o estádio manterá o seu nome comercial.





Estádio da Semana: La Bombonera

30 09 2009

La BomboneraO La Bombonera (oficialmente Estadio Alberto J. Armando) é o estádio do Club Atlético Boca Juniors. A sua capacidade total é de 49000 espectadores aproximadamente, e o campo segue as medidas mínimas permitidas pela FIFA (105m x 68m). O seu apelido deve-se à sua forma retangular como a de uma caixa de bombons. A principal razão para isso é o reduzido espaço que fora destinado à sua construção, iniciada em 1923. A solução encontrada pelo arquiteto José Luiz Delpini – que lhe granjeou vários prêmios – foi a de criar três anéis de arquibancadas, de modo que qLa Bombonera 2uem assiste o jogo da terceira arquibancada tem de olhar para baixo se quiser assistir o jogo com clareza.

Em 1923, iniciou-se sua construção. Anos depois (em 1940), o então presidente do Boca, Camilo Cichero, concluiu as obras e baptizou o estádio com seu nome. Foi inaugurado com vitória dos donos da casa por 2×1 num amigável contra o San Lorenzo. Em 1952, foi instalada a iluminação para jogos nocturnos. Devido à terrível crise institucional e financeira que assolou o clube em 1984, o estádio foi penhorado. Em 1996, foram construídos camarotes VIPs pelo presidente Mauricio Macri e, em 2001, o estádio foi rebaptizado com o nome de Alberto J. Armando, homenagem a outro megaempresário e político, que fora presidente da instituição nos anos 70. La Bombonera 3O seu exterior foi pintado recentemente com afrescos do reconhecido pintor Pérez Celis, que retratou a paixão dos adeptos do clube, bem como aspectos relacionados à vida quotidiana do bairro de La Boca, como o dia-a-dia dos imigrantes italianos. Foi a disposição vertical das arquibancadas, onde cabem cerca de 49000 pessoas aproximadamente, que fez com que o estádio começasse a ser chamado de “la bombonera”, numa curiosa comparação com uma caixa de bombons.